Curtas - política

6.9.08


ESPECIAL DE FERIADO (Aqui, dia 08 também é feriado):


Ministro Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal, o tal STF, procurou Lula:

– Bom dia, presidente, eu preciso falar algo muito grave que vem acontecendo em meu gabinete.

– Ah, pois não, ministro, já sei o assunto, grampos!

– Como Vossa Excelência sabe?

– Bem, sabe como é, seu telefone está grampeado.

***

A Justiça não pune os maus políticos e agora quer colocar a culpa no eleitor por terem abelhas morando no ouvido, pernas dando chiliques e chorões com música de celular.

***

Mais uma coisa, senhora Justiça Eleitoral, será que as pessoas menos esclarecidas entenderam as propagandas desse ano? Quatro anos é muito tempo para não pensar em algo melhor.

***

Determinado candidato à Câmara de Vereadores de Curitiba propôs acabar com o fim das filas em creches. Acho que ele criará a fila em roda para não haver ninguém por último.

2 comentários:

Groo Veiga disse...

"A Justiça não pune os maus políticos e agora quer colocar a culpa no eleitor por terem abelhas morando no ouvido, pernas dando chiliques e chorões com música de celular."

Perfeito. Transferência de responsabilidade. Típico de Pindorama.

Ao menos consigo dar algumas risadas com o horário político. Não deveria, mas é como diz a outra: "relaxa e..."

Kleber C Douat disse...

Tratamento da Unimed aos seus clientes.

Nunca vi falta de compromisso tão grande como o da Unimed, pois imaginamos que um cliente esteje para ser atendido com urgência, tem que levar um pedido para ser autorizado na argência, que demora até 48 horas para ser liberado. O que leva a total insegurança ao paciente. Isto é um descaso para com o assegurado.