Não consigo ser feliz

7.9.11
Eu era criança e vi na televisão crianças em estado deplorável, esqueletos ambulantes, algo que nunca poderia imaginar que existisse. Nunca me conformei com aquilo. Foi uma cena para ficar sempre marcada em mim. Fiquei impressionada, uma espécie de despertar para a realidade macabra feita pelo homem para o homem. Sim, existia o bem e o mal como nas histórias infantis, não era fantasia. A maldade era o homem explorador. Eu, criança branca, feliz e nutrida, ali, vendo o sofrimento de alguém, algo tão cruel. Como a humanidade foi capaz?

Eu não posso acreditar que agora quase 30 anos depois, revejo o mesmo problema ocorrer no mesmo lugar. Não cheguei à fase adulta para achar o comum algo normal, não cheguei até aqui para me conformar porque, “veja bem, é algo que sempre aconteceu, acomode-se, seja feliz, eles estão longe”. Sinto-me inútil, impotente, choro, não consigo parar de chorar. O que posso fazer?

Fechamos os olhos por causa da distância? Fechamos os olhos por que aquelas pessoas já estão acostumadas com tanta desgraça? Fechamos os olhos por que não é um país rico como o Japão assolado por um terremoto, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra por terroristas? Ou fechamos os olhos por serem negros?

A população da Somália está abandonada feita objeto em desuso. Não digo como animais porque nenhum ser vivo merece isso. São pessoas, como eu, como você que está lendo isso. A ONU estima que 750 mil pessoas morrerão de fome em quatro meses. Estima? Quatro meses? E não farão nada para impedir? As famílias chegam à triste situação de ter que abandonar os filhos que não têm condições de prosseguir para salvar a vida daqueles que têm mais chance de sobreviver. Você já pensou nisso? Ter de fazer uma escolha como essa?

Enquanto presidentes fabricam inimigos e guerras, invadindo territórios alheios em nome da “democracia” (????), essas pessoas, que nada têm a oferecer, como petróleo ou outra riqueza, sofrem todos os dias. Já pensou? Fogem da violência e da fome em pleno século 21. Devem implorar pela morte, mas ela não vem de repente, ela vem aos poucos, castigando devagar, corroendo lentamente, aumentando a dor.

Dão explicações do porquê de tal situação, a mim, nada justifica, nada ameniza, só faz aumentar minha aversão por aquelas nações que exploraram a África e juntaram em um mesmo território tribos inimigas para chegarem a confrontos sem fim. Exploraram e largaram sem arrumar a bagunça.

Não consigo ver a África como continente distante. Queria que todos parassem e refletissem sobre isso. Acredito ser a reflexão um começo para nunca mais ninguém passar por isso no mundo. Rezemos pela África, rezem por mim para que eu não perca minha fé, porque a impressão que tenho é que Ele abandonou nossos irmãos negros.

5 comentários:

Lucas Adonai disse...

Poxa, texto muito bom!

Lucyano Jorge disse...

Luiza, que desabafo...adorei o texto, muito verdadeiro.

Blog de extrema qualidade.

http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/

Márcio Palhares disse...

Luiza, isso tudo chama-se "mal necessário". Países de primeiro mundo, como os que tu citaste, não ficam ricos porque acham "ouro" em seu território, ficam porque acham no território alheio. A africa é o continente mais explorado de todos, a pobreza deles garante a riqueza do primeiro mundo. Isso é capitalismo, o que vale é o dinheiro, não o ser humano.

Marcel Lima disse...

Luiza, muito legal o seu texto. Trata-se de uma reflexão mais do que necessária. Indispensável.
Nos nossos dias, não perder a fé é mesmo tarefa árdua...

Nelson Junior disse...

Luiza...eu também não entendo bem esse mundo,nem os porquês de tanta crueldade com seres humanos indefesos.É claro que se eu fosse Presidente dos Estados Unidos eu reuniria um exercito para salvar a vida de 750 mil pessoas,ou pelo menos faria uma operação para permitir que os alimentos chegassem lá...
Mas...eu não sou nem você.Por isso...não perca a fé.O Senhor Jesus não esqueceu o ser humano...e ele disse que nos ultimos dias isso seria um sintoma do ponto que estaria o coração humano e que seria um sinal de que ele estaria proximo a intervir na historia deste mundo para acabar com a fome,miseria ,morte e dor.E eu acredito...é só um pouco mais e isso vai ter um fim,parabéns pelo texto!!Acredite em Jesus!!!