Bom gosto

31.7.09



Eu sou assim, meio desafinada, próximo ao Dia da Mães, escrevo sobre pais e agora com a aproximação de agosto, escrevo sobre as mães.

Quando era criança, fazia como toda menina faz, colocava os sapatos de minha mãe. Pensava, nunca vou chegar a ter pés compridos como os dela. Mal sabia eu que calçar 33 é na verdade ter pés pequenos. Isso sempre foi uma dificuldade para minha mãe, porque encontrar calçados com seu número sempre foi difícil. Até de loja infantil já virou cliente. É muito engraçado, de vez em quando, essas lojas entram em promoção e as funcionárias ligam para ela e a convidam, "traga seus filhos, vai ter cama-elástica, pipoca, palhaço..." Mal sabem que na verdade ela é a cliente e seu filho passou dos trinta e já tem filha!

Meus pés já passaram do tamanho dos pés dela, dois números acima e, por isso não posso usar nada seu nos pés. Quando me atrevo a colocar algum sapato, insistindo que não vou criar calos, ela brinca, "ah, não, tira já, vai alargar meus sapatos com esses pés enormes". Grandes só se forem pertos do dela, daqui a pouco até a neta de um ano estará calçando mais.

Cresci, mas não muito. Passei só alguns centímetros da altura de minha mãe e foi bom porque comecei a dividir as roupas com ela. Quer dizer, eu na verdade assaltava seu guarda-roupa. Sempre fui elogiada quando usava algo seu. Às vezes, mesmo quando a roupa era minha, alguém gostava e logo emendava, "é de sua mãe, não é"? Baita elogio!

Uma amiga uma vez achou muito bonita a blusa que eu vestia e eu também gostei da roupa dela. Constatamos que ambas usavam as roupas das mães. Uma terceira entrou na conversa e confirmou, "roupa de mãe é sempre melhor".

No inverno, então, é ótimo. Aquele frio horroroso, batemos o queixo, ficamos encolhidas, esfregamos as mãos para nos aquecer e a blusa ou o casaco da mãe nos dá um amparo, uma segurança. Sim, porque com a roupa dela estamos mais bonitas, e assim, nos sentimos mais firmes, como se ela própria estivesse o tempo todo a nos abraçar.

2 comentários:

* disse...

Adorei!!
Sinto a mesma coisa quando uso uma colcha de lã toda colorida que a mãe fez pra mim e pra Miuxa: parece que ela está em volta de ti, porque as mãos dela passaram por tooooda a colcha :)

Miuxapop disse...

Aimmm, achei fofo e querido. Roupas das melhores mães do mundo são as melhores.
<3<3