Cartão de crédito é mesmo uma navalha

29.11.08



Não uso cartão de crédito. Explicar isso ao vendedor ou ao chato do telemarketing que insiste em empurrar um cartão é sempre necessário. Não basta apenas dizer que não utilizo, tenho que argumentar o porquê de tal sacrilégio. Não sou rica para pagar tudo à vista, apenas compro coisas baratas e quando quero algo mais caro, espero alguns meses e quebro meu porquinho.

Existe diferença entre comum e normal. É comum as pessoas terem e abusarem de cartões de crédito. Mas, para mim, isso não é normal. Ficar jogando a dívida para o próximo mês não é comigo. Parcelar e pagar em sei lá quantas vezes criando uma bola de neve é um vício. E como tentam me seduzir com promessas de ausência de anuidade. Ainda querem saber as razões. Acham que consigo convencer? Até imagino a cara do teleatendente no outro lado da linha com um baita ponto de interrogação sobre a cabeça.

Quando faço compras e pergunto se há desconto para pagamento à vista, o vendedor vai logo falando que não, mas dá para parcelar em tantas vezes. Eu deveria receber um prêmio, no caso um desconto, por pagar tudo na hora. Porém, não é o que ocorre. Sei perfeitamente que os juros já estão embutidos no valor, caso contrário, por que o preço é exatamente o mesmo a prazo e à vista?

Começo a me sentir uma alienígena no meio das pessoas que reclamam das parcelas que têm de pagar todos os meses do cartão de crédito. E ainda querem me colocar nessa fria.

4 comentários:

Eugenio Hoch Junior disse...

Não, meu amor. Você não é uma personagem de um filme do Spielberg, apenas sabe dar valor àquilo que tem, sem ter de apelar para a falsa riqueza que os cartões de crédito trazem.
Se vc achou o preço do limão abusivo, espere ver quanto está a cachaça. Desse jeito vai acabar a caipirinha no Brasil.
Bjs

* disse...

É isso aí, prima. Eu também não tenho cartão de crédito. A minha conta é uma BB Campus (conta universitária do Banco do Brasil) sem crédito e com limite de R$200. Uma vez a Miuxa perdeu meu cartão e tive que pedir outro. Quis que eles mandassem outro logo e veio um Ourocard amarelo, que não precisava ter foto (para agilizar). Desde esse dia, preciso dizer para passar no DÉBITO quando vou pagar alguma coisa, porque as pessoas sempre acham que por ser Ourocard, tenho CRÉDITO, RÁRRÁRRÁ!
Tô contigo. Comprar, só à vista :)

Luiza Prestes Karam disse...

Ah, bonito, colocando a culpa na irmã por ter perdido o cartão, sei...

Olha só, mais dois E.Ts., quer dizer, pessoas conscientes dos estragos que cartões de crédito fazem em nossos bolsos.

Vírgula Antenada disse...

Eu não uso cartão de crédito porque estou estourada! kkkkkkkkkk
Tbm, com a quantidade de bocas pra alimentar, corpos para vestir, bactérias para eliminar, ah, Lu... Quem dera eu pudesse ser igual a vc...
Que saudade.
Tô sabendo que tu perde hoje pra Argentina, né?