Incompreensão

22.6.08

Salve você, pobre telespectador, que não possui closed caption em seu televisor da péssima dicção de Pedro Cardoso. Proteja você, cabeça jovem, das vinhetas sem sentido da MTV. Cuide você, sonhador distraído, da surpresa incompatibilidade da baixa intensidade da buzina do ônibus e de seu real tamanho.

É noite, passa A Grande Família. Bebel, Dona Nenê, Tuco, Lineu e companhia só respondem às baboseiras que Agostinho fala por estarem apoiados pelo roteiro. Da fala de Pedro Cardoso, principalmente quando seu personagem está afobado, o que se escuta é gjsndclei nigcansdid jaferdoa. Entendeu? Coloque legenda. Todas as quintas-feiras são iguais, acionam-se os closed caption pelos lares brasileiros.

Você não possui esse recurso? Então mude de canal para a MTV. Observe que a emissora faz campanhas contra as drogas mostrando os efeitos nocivos de seu uso. Porém, ela mesma produz vinhetas parecidas com alucinações causadas por LSD. Quando essas coisas aparecerem na tela, desvie o olhar. Vai saber se você conseguirá sair dessa viagem depois. Na dúvida, vire a cabeça para o outro lado.

Se achar melhor, dê uma espairecida, passeie pela cidade. Observe o trem passar. O aviso é feito com muito barulho. Já os ônibus possuem uma buzina fraca comparável às motocicletas. O atropelamento causado por ambos é bem diferente. As buzinas também deveriam ser. Você está andando pela rua vendo o trem e ouve uma buzininha, olha para o lado imaginando uma moto e se depara com um trambolhão... Tarde demais. Internado no hospital, entupido de tanto analgésico, não sentirá dor, mas falará mais enrolado que Pedro Cardoso. Começará a ver enfermeiras e médicos voando, seringas andando. Para completar, caíra do céu um gigante M, assim como as propagandas da MTV.

3 comentários:

Caetano do Nascimento disse...

Essa é a realidade, simples.
Grande Abraço.

Leo disse...

Como bem foi dito acima, é a nossa (triste) realidade.

Camila disse...

bah discordo, o Pedro Cardoso é um excelente ator, e eu entendo tudo que ele diz, e assisto a Grande Família sempre que posso. Com o resto concordo, mas aqui na minha cidade é muito incomum ser atropelado por onibus.. e aqui nao passa trem =(

beijos