Grande mestre Adoniran

3.1.08

Conhecem essas cestas com vários CDs em promoção? Eu faço um garimpo nesses lugares e às vezes encontro coisas muito boas no meio de "Babado Novo", "Calcinha Preta" e Latino. No final do ano passado, comprei uma coletânea com 28 músicas de Adoniran Barbosa. Maravilhoso. "Saudosa maloca" que eu só conhecia na voz de Elis Regina é mais animado com o compositor paulista. Mas a letra é comovente e bem falou Elis que cantava essa música lenta e arrastada porque não achava nada engraçado uma pessoa ser despejada do lugar onde vive: "Veio os home cás ferramenta/ O dono mandô derrubá". Adoniran gostava da interpretação da cantora porque ela levava a sério.

Mesmo tema encontramos na música "Despejo na favela" ("Não tem nada não seu doutor vou sair daqui pra não ouvir o ronco do trator") que Adoniran canta juntamente com Gonzaguinha, este, com voz mais séria do que a otimista "E vamos à luta" que toca na abertura de "Duas caras".

A maneira de cantar errado nos leva ao riso, mas se prestarmos bem atenção nas letras, elas são tristes. Confesso, chorei ao ouvir "Iracema" com Clara Nunes. "Bom dia tristeza" dele e de Vinícius de Moraes me arrepia, e gosto muito de "Prova de carinho" parceria com Hervê Cordovil: "Com a corda mi/ Do meu cavaquinho/ Fiz uma aliança pra ela/ Prova de carinho".

Noveleira que sou, a primeira lembrança que tenho é de "Tiro ao álvaro" ("De tanto levar frechada do teu olhar") na novela Sassaricando de Sílvio de Abreu de 1987, quando eu tinha oito anos. Eu cantava mais errado ainda porque entendia "meu bem tu até parece sabe o quê?" ao invés de "meu peito até parece sabe o quê?"

3 comentários:

Lhaiza disse...

hum..
jah ouvi falar nele...

+ n conhecia não..
=P

bjuu

http://bandas-independentes.blogspot.com

Thiago Barbosa disse...

Luiza, assim como você, também sou garimpeiro dessas lojas de CD que, em meio a tanta porcaria, esconde verdadeiras jóias raras de nossa música. Adoro o Adoniran Barbosa, gosto muito das músicas dele na interpretação dos Demônios da Garoa, sobretudo Saudosa Maloca. Tenho aqui em casa um bolachão dele, com vários clássicos, mas infelizmente não tenho onde tocar! Essa coleção que você achou foi Dose Dupla não foi?

february star disse...

melhor do que eu, que dois anos atrás, com dezoito anos, cantava "trocando de biquíni sem parar" ao invés de "tocando bb king sem parar" e nem fazia questão de ver sentido nisso.

não tô mais em Curitiba =(

nossa, vc me desiludiu em relação à sua cidade, hahaha

amanhã tô indo pra floripa, lá também é tudo maquiado ou é legal mesmo como eles dizem?

tô em camboriú, detestando isso aqui. é uma mini ipanema. aliás, acho que vou ficar mais tempo nessa lan house só pra reclamar dessa cidade no meu blog. aff.

que pena que n deu pra eu conhecer o betinho, se eu tivesse percebido que vc era curitibana antes, tinha passado aí, dava tempo!

mas ele é lindo! as fotos dele no orkut tão uma coisa! hahaha!

não conheço quase nada do Adoniran, mas vc me deixou curiosa.

tá aceitadíssima no orkut já!

(reparou que eu também escrevi pra caramba aqui?)

beijão, "guria"!